O Sítio da Aventura e das Actividades de Ar Livre
Grupo 94 Associação Escoteiros de Portugal
Artigo     Outros Artigos  
 

Rafting

Em que consiste? - Os rios e sua Classificação - Tipos de embarcações- Material aconselhado - Material individual - Preços- Pequena História do Rafting - Onde Praticar

Excitante, acelerado, emocionante e mesmo relaxante... o Rafting é tudo isto e muito mais. O Rafting pode ir desde a uma aventura desafiadora a uma viagem calma de barco, que permite apreciar um cenário espectacular. Basta uma única viagem e estás pronto para ficares viciado. Os nossos rios são recheados de beleza, aventura e acessibilidade para qualquer um com um sentido de aventura e gosto por actividades de ar livre.
Não é necessária qualquer experiência, pois os guias orientarão a tua pagaia através de água revolta, por entre rochas e ondas.

Em que consiste?

Rafting consiste em seguir o curso de um rio através de suas quedas e rápidos num raft insuflável. Em cada raft podem ir de 2 a 10 pessoas mais o guia. É nesse Raft que os participantes irão descer o Rio, por entre rochas e rápidos, umas vezes calmamente outras nem por isso.

Praticar rafting num fim de semana requer alguns procedimentos básicos, geralmente dados pelo instrutor responsável no local de descida do rio. É ele quem vai na parte de trás do raft, transmitindo comando aos remadores.

Esses remadores vão participar activamente na "condução" do Raft, seguindo à risca as indicações do Guia. O grupo a bordo do raft deve estar atento às instruções do líder e remar em sincronia. Ninguém fica parado pois são vocês que determinam a direcção que este toma. Se assim não o fizerem correm o risco de irem para em cima de uma rocha ou até mesmo virar a embarcação.

Quedas do raft acontecem. Os instrutores orientam as pessoas a ficarem em numa posição de forma a ajudar o resgate, pelo cabo do remo ou por uma corda. O raft também pode virar, o que requer ainda outras técnicas para voltar à posição normal.

Lembramos que rafting é um desporto de equipe, onde todos remam e participam activamente na condução do raft. É uma actividade de carácter físico mas também exige muita coordenação e espírito de equipe para levar o Raft a bom porto.

Os rios e a sua classificação

Os rios são classificados, de acordo com a sua dificuldade, de I (fácil) a VI (sobrevivência duvidosa). A classificação depende da velocidade da água, do percurso e do volume de água do rio, por isso, o mesmo rio pode ser mais emocionante na época de cheia do que em época seca.

Os noviços podem aventurar-se em rios de nível I ou II, sem guias, mas os segmentos classificados entre os níveis III e V requerem uma grande perícia e experiência, ou então requerem pessoas experientes e profissionais para liderarem a descida. O nível VI é a derradeira experiência.

Tipos de Embarcações

Diferentes rios e níveis de água requerem uma variedade de barcos.

O típico Raft insuflavel varia entre os 4 e os 5 metros e meio, e transporta entre os 4 e os 10 passageiros. Feito de um material resistente chamado hypalon (tecido de fibra de poliester, revestido com borracha de neoprene, altamente resistente à abrasão. Algumas marcas utilizam também revestimentos de PVC ou uretano). O Raft é escolhido de acordo com o nível do rio; um raft muito pequeno pode não ter muita estabilidade em alguns locais, por exemplo.

Existe o denominado Kayak-Raft, também insuflável, que mede 1m de largura e 3 de comprimento. Flexível e bastante manobrável, é estável e fácil de controlar.

O Kayak, é característico pelo seu peso muito leve, pela elevada capacidade de manobras e é feito de PVC (plástico). Mais pequeno, mais eficiente nos movimentos e de resposta quase imediata às nossas "ordens" do que as canoas, o Kayak permite ao remador a liberdade de "surfar" nas ondas, brincar nos rápidos e rodar sem se afundar.

O Safety kayak é utilizado em rios de nível acima de III, em que um kayak fica em local estratégico para dar apoio em caso de resgates e acidentes.

Material aconselhado

Todas as pessoas dentro do raft usam coletes salva-vidas, capacetes e remos, sendo sempre acompanhadas por um guia experiente.

Pagaia - Pode ser de plástico, com cabo de alumínio, ou de fibra de carbono. O verdadeiro nome é "remo pá India" mas, para facilitar e porque a maioria dos actuais guias de Rafting, são canoistas de águas bravas, utiliza-se o nome de pagaia.

Capacete e colete salva-vidas - Utilizados para garantir maior segurança aos praticantes. Em rios de nível mais elevado, protegem contra o impacto em rochas, árvores e afins.
O colete é também um óptimo acessório de resgate, pois a zona dos ombros é especialmente reforçada para se poder agarrar a pessoa e recolhê-la para o interior do Raft. Para além disso os coletes utilizados são de fecho à frente, pois em caso de necessidade de fazer RCP (Ressuscitação Cardio-Pulmunar) basta abrir o fecho em vez de "despir" a pessoa pela cabeça. Se tal acontecesse poderiam perder-se segundos preciosos.

Fato e sapatos de neoprene - Protegem contra o frio e escoriações, em caso de queda do raft. Mantêm a água que entra no seu interior, à temperatura do corpo. Isto é bastante importante em caso de longa exposição à água fria, pois aumenta consideravelmente o tempo de resistência que o corpo tem para não entrar em hipotermia.

 

Cabo de resgate - Trata-se de uma corda, de aproximadamente 20 metros, utilizada para resgates no caso de alguém cair do raft. Esta corda é feita de material flutuante, para que o "náufrago" a veja com facilidade. Uma das suas pontas é o guia que a mantém, enquanto a outra está amarrada num saco de cores berrantes, para facilitar a sua visão e o seu lançamento. Para além do cabo, pelo menos um dos raft's que efectua a descida, deve levar um kit de primeiros socorros completo.

Material individual

Para além do material acima citado, há pequenos promenores que não convém descurar.

Sapatos que se possam molhar. O mais aconselhado são as ditas sapatilhas de neoprene, mas por vezes não há necessidade de as comprar de propósito. Desta forma, o nosso conselho são os famosos e resistentes Ténis de lona. As sandálias de rio não são nada aconselháveis porque, para além de não protegerem do frio e das eventuais pancadas, não facilitam o nadar em caso de necessidade.

Fato de banho e uma t-shirt. A maioria das empresas em Portugal fornecem os fatos de neoprene para a descida. O mais aconselhado para se usar por baixo do fato de neoperene é um fato de banho e uma t-shit, pois estes protegem do roçar constante do fato, que por vezes se torna bastante desconfortável ao remar e ao movimentarmo-nos.

Uma muda de roupa seca. É essencial que no final da descida se tenha à nossa espera uma muda de roupa bem sequinha, um par de sapatos secos e um agasalho.

Toalha

Protector Solar

Agasalho de preferência impermeável.

Preços

O Preço varia consoante o rio e o grau de dificuldade. Rio de nível mais elevado exigem uma maior segurança, e consequentemente mais pessoal qualificado para acompanhar a descida, o que encarece a actividade.

Pelo que os preços variam entre os 25€ e os 60€ e na maioria das vezes inclui: Fato de neoprene, capacete, pagaia, colete de salvação, Almoço volante e seguro de acidentes pessoais.

Pequena História do Rafting

O primeiro relato de uma experiência de rafting vem de 1869, quando um americano organizou uma expedição a bordo de barcos com remo central no rio Colorado (EUA) - sem técnica, sem barco flexível e com vários problemas de capotamento. Esta aventura caracterizou-se pela extrema dificuldade, pelos muitos acidentes e choques com obstáculos, visto que os equipamentos e técnicas eram primitivos.

Foi na década de 50 que com a evolução e popularização dos rafts de borracha que o rafting tomou impulso comercial, principalmente nos Estados Unidos.

Somente na década de 80 foi desenvolvido o raft com sistema auto escoante, isto é, toda água que entra por cima, sai automaticamente, por furos existentes nas laterais do fundo (este, sendo insuflável, permanece sempre mais alto que o nível da água). Antes disto, nos rafts antigos, a água tinha de ser esgotada com um balde, para fora.

O avanço facilitou a descida, principalmente de rios onde os rápidos são longos e contínuos pois o raft estando sempre leve e sem água, torna-se bem mais manobrável.

Onde practicar

Alguns dos rios mais procurados para a prática desta modalidade são o rio Minho (para iniciação) e o rio Paiva (para sensações mais vibrantes).

Contactos:

Lusorafting
Empresa de actividade de Ar Livre. Organizam todo o tipo de actividades, desde Canyoning, Rafting, Paintball, Canoagem, Kayak, Passeios Pedestres, dias de actividades mistas para empresas, etc.
Contacto Directo: Octávio Canhão Tm: 96 645 06 28
Email: lusorafting@clix.pt


Whitewater outfitter/dealer address list
Se Fores para o Estados Unidos verifica neste endereço se podes fazer Rafting na zona onde vais estar ou passar.

Patricia Alexandre

 
   
   
  Asa Delta
Graças ao engenho dos homens, o ar deixou de ser um espaço estranho e, em vez de zona inatingível, tornou-se um lugar lúdico aberto a novas experiências e actividades.
Artigo Completo
 
   
   
  Canyoning
Tendo um rio ou um curso de água como pano de fundo e uma grande dose de coragem, esta é uma actividade que à partida garante emoções fortes e momentos inesquecíveis.
Artigo Completo
 
   
   
  Balonismo
Voar num balão de ar quente, é algo que faz parte do imaginário da nossa infância e que nos persegue durante boa parte da nossa vida.
Artigo Completo
 
   
   
  BTT - Emoções para todos os gostos
A primavera está aí, uma boa altura para dar uns bons passeios de bicicleta de montanha durante uma tarde, um fim de semana ou mesmo alguns dias...
Artigo CompletoMais...
 
   
   
  Snowboard - Surf na neve
"Surf na Neve" é, talvez, a melhor definição para snowboard, um desporto de inverno que tem conquistado até as terras mais quentes do planeta...
Artigo Completo
 
     
  Desafios  
   
  Até onde consegues ir?
Se te dessem três dias, um orçamento reduzido e poder de decisão, até onde conseguias ir? Vê quais as regras propostas.
Artigo Completo
 
 

Canais: Actividades | Equipamento | Técnicas Úteis | Ambiente | Internet | Bibliografia
Sobre nós: Redacção | Grupo 94 Escoteiros de Portugal | Contactos

Design: 1 Minuto de Fama