O Sítio da Aventura e das Actividades de Ar Livre
Grupo 94 Associação Escoteiros de Portugal
Artigo    

Outros Artigos

 
 

Canyoning

Quem pode Fazer - É seguro? - Como são classificados - Sugestões de Equipamento - Material Utilizado - História - Onde Praticar

Em que consiste?

A origem da palavra vem do Americano e significa a acção de "andar em gargantas".

Tendo um rio ou um curso de água como pano de fundo e utilizando equipamento adequado, material de segurança e uma grande dose de coragem, esta é uma actividade que à partida garante emoções fortes e momentos inesquecíveis.

Consiste num dia de viagem de exploração, seguindo um ribeiro através das montanhas - onde quer que o ribeiro vá, nós vamos com ele. A actividade vai desde, caminhada ao longo de um troço calmo na floresta, nadar através de piscinas naturais límpidas rodeadas de penhascos gigantes ou mesmo, à utilização de cordas e outros meios auxiliares de segurança para realizar nomeadamente, o rappel em ruidosas e paradisíacas cascatas...

Requer muito pouco de ti para além do teu senso de aventura. A emoção, obviamente, é o maior atrativo para os praticantes que se apaixonam pela exploração de canyons. E a adrenalina, se é que se pode chamar assim, apresenta-se nas situações novas e inesperadas.

Por ter origem na espeleologia e posteriormente se ter desmembrado desta desde a década de 70, o canyoning combina suas técnicas com as de escalada, tornando-se conhecido como "alpinismo em cascatas".

O conceito do Canyoning é o de ser uma atividade de baixo impacto no convívio com o ambiente natural e interferir o mínimo possível nesses locais.

Hoje em dia já existem competições. Embora recentes, as regras baseiam-se em critérios de regularidade e não de velocidade. O trabalho de equipa, a habilidade e capacidade dos participantes também são pontuados. As principais competições de Canyoning foram realizadas em 92 e 93 nos Pirineus (Espanha) e na Ilha da Reunião, uma possessão francesa na costa africana do Índico, em 95.
.
Quem pode fazer canyoning?

É adequado para qualquer pessoa razoavelmente activa desde os 10 anos de idade.

Nenhuns requesitos ou forma física são necessários. Estas actividades estão disponíveis para qualquer um que procura aventura e divertimento.
.
É seguro fazer canyoning?

Qualquer actividade de ar livre tem riscos inerentes. Se fores fazer uma garganta desconhecida com apenas uma corda, um amigo e montes de optimismo de certeza que o risco é enorme.

A maior parte do canyoning é feito com guias especializados e familiarizados com todas as piscinas, slides, e cascatas naquela garganta em particular. Ir com um guia especializado, reduz grandemente os riscos mas não os elimina totalmente.
.
Como é classificada a dificuldade?

Em Canyoning não é como a escalada em rocha ou gelo, onde a dificuldade é medida em graus.

Em Canyoning, mais que as dificuldades, tem que se vencer alguns perigos:

Nível da água - Possibilidade do aumento repentino do nível dos rios, em função de chuvas nas topo das montanhas.

Queda de objetos - Possibilidade de quedas de pedras ou troncos de árvore em trechos verticais no momento de uma descida de um canyonista utilizando a técnica do "rappel" ou na ascensão em corda fixa.

Cansaço - Possibilidade da perda progressiva das energias, decorrente de uma extensa exploração em uma garganta ou canyon, sendo que o maior esforço muitas vezes vem no final, quando se tem que retornar todo caminho já percorrido.

Hipotermia - Possibilidade da perda de calor do corpo por condução (água, pedra fria ou roupas molhadas) para o meio ambiente em que a temperatura do organismo, normalmente por volta de 36,5 graus centígrados, poderá cair para níveis prejudiciais à vida. Essa situação é muito séria e deve ser evitada.
.
Sugestões de Equipamento

A escolha de bons equipamentos é um factor primordial para a segurança, conforto e prazer de quem se propõe a percorrer gargantas e canyons. Com tanto equipamento e técnica necessários para completar uma actividade de canyoning com sucesso, colocamos á disposição uma série de sugestões.

Claro que o equipamento necessário irá depender da garganta que vais explorar.

Sacos estanques

Se vais percorrer uma garganta molhada todo o teu equipamento vai ficar molhado se não forem tomadas uma série de precauções. Alguns ainda usam sacos do lixo para manter roupas, comida,mapas e etc secos. Isso pode causar problemas pois, nem todos os sacos são suficientemente resistentes. Para além disso não é muito ecológico usar vários sacos em diferentes actividades.

O que nós recomendamos são sacos estanques ou frascos de plástico bem vedados.

Roupa

Ter roupa adequada é uma importante consideração para quem vai praticar canyoning.

As gargantas podem ser escuras, frias e molhadas, mesmo em pleno Verão e como tal a hipotermia deve ser algo a considerar. Por isso o mais aconselhado será usar um fato de neoprene, ou roupa interior térmica.

Roupa interior térmica

Algumas pessoas muito friorentas acham que roupa interior apropriada debaixo do fato de neoprene, realmente ajuda. Esta roupa também pode ser útil para aquelas gargantas que não involvem longos períodos na água. O melhor tecido para este tipo de roupa é Clorofibra que não perde as capacidades térmicas quando molhada.

Roupa quente

Um velho blusão de lã pode ser um isolamento suficiente mas pode ser também muito volumose e pesado quando molhado.

O Polartec é uma alternativa sintética à lã, pois é mais leve e compacto e mesmo assim mantém o mesmo nível de aquecimento. Funciona com um isolador extremamente eficiente, deixa a transpiração sair do corpo e não absorve água o que faz dele o material ideal para canyoning.

Calçado

Os teus pés vão andar fora e dentro de água e por isso devem ser bem tratados. Isso requer calçado apropriado para canyon's.

Sandálias ou ténis são de uma forma geral melhores do que botas rígidas, visto oferecerem uma melhor aderência a rochas escorregadias. As velhas sandálias ou ténis perdidos nos armários ou na garagem no fundo de um baú, são um excelente calçado para canyoning.

No entanto, para os mais exigentes, existem botas de neoprene com sola de borracha. São desenhadas de forma a que areia e outros detritos se mantenham fora da bota.

Mochilas

Utilizada para levar equipamentos técnicos e demais pertences do canyonista - normalmente utilizadas mochilas de 25 a 35 litros.

É sempre necessário algum tipo de "saco" para carregar o teu equipamento e no caso de canyons "molhados" terão que ter alguma flutuabilidade. Para canyon's "secos", qualquer mochila pequena pode ser usada. Mas para os ditos "molhados" (que são a maior parte), é necessário algo mais exigente, visto passares grande parte do tempo dentro de água, terás de arranjar uma mochila impermeável.

Acessórios

Alguns itens que devem ser adicionados na tua mochila.

Uma necessidade em qualquer actividade de ar livre, é um Kit de primeiros socorros. Existem Kit's de todas as formas e feitios mas devem ter sempre o material necessário para tratar cortes, distensões e fracturas.

 

 

Uma lanterna é também um óptimo acessório para zonas mais escuras ou mesmo para o caso de alguma coisa correr mal, e teres de passar algum tempo no escuro. Uma lanterna à prova de água será o ideal mas não é obrigatório, desde que a protejas da água.

Outra coisa que também pode ser muito útil é um isqueiro ou fósforos, assim com acendalhas ou papel higiénico. Estes devem ser sempre transportados num saco estanque por razões óbvias.

Outros acessórios que não são essenciais mas que poderão ter alguma utilidade são uma toalha pequena, um canivete, uma manta térmica, um apito e uma máquina fotográfica à prova de água.
.
Material utilizado

Arnês

Constituídos basicamente de fitas tubulares com costuras reforçadas estruturais, possibilitam o envolvimento do quadril e das coxas do canyonista para fixação de cordas e demais equipamentos de segurança, no momento da descida ou subida num canyon ou garganta.

Existem numa imensa variedade de formas, cores e estilos. Os melhores para a práctica de canyoning são, provavelmente, os de fita simples que se ajustam, são fáceis de usar, robustos e absorvem pouca água.

Outros Arnês também poderão servir mas, deve-se sempre considerar uns que sejam ajustáveis nas pernas, para aquelas situações em que é necessário usar um fato de neoprene.

Fita de absorção de impactos

Fita de náilon costurada, presa ao participante, que no caso de queda se descose parcialmente, absorvendo o impacto da queda.

 

Malha Rápida

Dispositivo semelhante a um elo de corrente, com trava de rosca para fechar. Possui modelos em formato de meia-lua, triangulares e trapezoidais.

Mosquetões

Anel metálico que possui um gatilho, segmento móvel que permite sua abertura e inserção de outros equipamentos. (corda ou fitas tubulares)

 

Fitas Tubulares

Fitas de náilon com grande resistência, de tamanho variado, costuradas ou não, podendo ser utilizadas para montagem de sistemas de ancoragem.

Descensor

Equipamento utilizado para descer deslizando pela corda, utilizando a técnica de "rappel".

 

Ascensores

Os ascensores só devem ser utilizados para sair de uma situação complicada. No entanto devem ser sempre transportados para o caso de alguma emergência. Quando fixos a uma corda, deslizam num único sentido.

É usado para auto-segurança, içar cargas e deslocamento em corda fixa.

Capacete

Embora não sendo uma peça essencial do equipamento para canyoning, um capacete é altamente recomendável para desportos radicais. Os capacetes protegem das quedas de pedaços de pedra, troncos de árvres, ou da queda de rochas ou de escorregadelas.

 

Cordas

A melhor corda para se usar em em canyoning é a corda estática e de preferência, uma que tenha o sistema de secagem rápida ("Dry treatment").

A cordas "secas" são preferíveis às estáticas normais porque absorvem menos água, o que significa menos peso para carregar. Para além disso estas cordas têm uma resistência elevada à abrasão o que significa que a corda vai durar mais tempo.

As cordas estáticas estão disponíveis em diâmetros entre os 9 e os 13 mm, o mais recomendado para a práctica de canyoning são as de 9 mm.
.
História

Nascido no início do século na região dos Alpes e Pirineus, Europa, este desporto veio transpor uma barreira que muitas vezes impedia os alpinistas, espeleólogos e praticantes de trekking, vencerem desníveis geográficos no trajecto de um rio.

Constantemente, deparavam com canyons profundos, comuns nessas regiões de montanhas, e acabavam por não concluir o seu trabalho por falta de técnicas e equipamentos apropriados.

Porém com as expedições de Edouard Alfred Martel, hidrogeólogofrancês, contratado pelo governo de França para explorar canyons, gargantas e cavernas no maciço dos Pirineus, entre a França e Espanha, Martel acabou desenvolvendo técnicas de canyoning.

Em função da sua actividade passou a ser o precursor do desporto. Existem outros nomes ligados a atividade, mas Martel é o mais notório, porque disciplinou a atividade, deu um nome e criou uma nova ciência: a espeleologia. Da espeleologia surge um ramo que se passou a denominar por Canyoning.
.
Onde praticar?

Em Portugal, existem alguns rios ideais para a prática deste desporto audaz, como seja o rio Fafião (Braga), o rio Teixeira (Oliveira de Frades), rio Âncora (Viana do Castelo), Rio Vez (Arcos de Valdevez), rio Castro Laboreiro (Melgaço), rio Caima (Arouca), e ainda algumas zonas do Gerês.

Contactos:

Lusorafting
Empresa de actividade de Ar Livre. Organizam todo o tipo de actividades, desde Canyoning, Rafting, Paintball, Canoagem, Kayak, Passeios Pedestres, dias de actividades mistas para empresas, etc.
Contacto Directo: Octávio Canhão Tm: 96 645 06 28
Email: lusorafting@clix.pt

Aventura & Outdoor
Actividades de Aventura e Formação, Lda.
Contacto Directo: José Luís Silva Tm.: 914171935
Morada - Rua dos Combatentes da G. Guerra, nº 9 2º drt. 2745-095 Queluz
Email: aventuraoutdoor@clix.pt
URL: http//planeta.clix.pt/aventuraoutdoor/index.html

Trilhos
URL: http://trilhos.pt/Canyonning.html

Tuper
Agência de turimo alternativo. Organizam todo o tipo de passeios, inclusivamente fins de semana de espeleologia, orientação, safaris fotográficos, escaldas, passeios de cavalos, raids todo-terreno, canyonning, canoagem e ainda VTT.
Morada - R. Alm. Barroso, 13-2º 1000 - LISBOA
Tel. 21 353 96 93

Patricia Alexandre

 
   
   
  Asa Delta
Graças ao engenho dos homens, o ar deixou de ser um espaço estranho e, em vez de zona inatingível, tornou-se um lugar lúdico aberto a novas experiências e actividades.
Artigo Completo
 
   
   
  Balonismo
Voar num balão de ar quente, é algo que faz parte do imaginário da nossa infância e que nos persegue durante boa parte da nossa vida.
Artigo Completo
 
   
   
  BTT - Emoções para todos os gostos
A primavera está aí, uma boa altura para dar uns bons passeios de bicicleta de montanha durante uma tarde, um fim de semana ou mesmo alguns dias...
Artigo CompletoMais...
 
   
   
  Snowboard - Surf na neve
"Surf na Neve" é, talvez, a melhor definição para snowboard, um desporto de inverno que tem conquistado até as terras mais quentes do planeta...
Artigo Completo
 
     
   
  Rafting
Excitante, acelerado, emocionante e mesmo relaxante... o Rafting é tudo isto e muito mais. O Rafting pode ir desde a uma aventura desafiadora a uma viagem calma de barco, que permite apreciar um cenário espectacular. Basta uma única viagem e estás pronto para ficares viciado.
Artigo Completo  
 
     
  Desafios  
   
  Até onde consegues ir?
Se te dessem três dias, um orçamento reduzido e poder de decisão, até onde conseguias ir? Vê quais as regras propostas.
Artigo Completo
 
 

Canais: Actividades | Equipamento | Técnicas Úteis | Ambiente | Internet | Bibliografia
Sobre nós: Redacção | Grupo 94 Escoteiros de Portugal | Contactos

Design: 1 Minuto de Fama